5 perguntas e respostas sobre investimento em imobiliário

Investimento Imobiliário - 5 perguntas e respostas

Designed by Freepik

Existem diversas formas de rentabilizar o seu investimento em imobiliário: o arrendamento de longa duração, o alojamento local, de quartos a estudantes, mais comuns, mas também de terrenos para cultivo ou a edificação de empreendimentos, para investidores mais profissionais.

Qualquer pessoa pode investir no imobiliário?

O mercado do arrendamento é muito abrangente, e tem-se caracterizado por uma enorme procura face à escassa oferta, nos últimos anos, pelo que é uma boa possibilidade para qualquer pessoa que pretenda gerar um rendimento extra. Em termos de investimento, é considerado dos mais seguros, pois o património retém normalmente o seu valor, ou pode mesmo valorizar, sendo o principal risco as oscilações normais do mercado imobiliário. 

Como funciona o negócio do investimento imobiliário?

Para ser-se senhorio e ter alguns imóveis para arrendar, necessita de ter capital próprio (preferencialmente) ou de recorrer ao banco para adquirir um determinado imóvel, como forma de o conseguir rentabilizar, colocando-o no mercado de arrendamento, com uma margem suficiente para pagar as suas despesas, incluindo impostos, e gerar a sua rentabilidade.

Ao receber uma renda, tem um fluxo de dinheiro regular e constante, aumentando assim as suas receitas.
Com esta receita extra, pode poupar ou reinvestir. Passa assim a ter mais ferramentas disponíveis para tornar a sua vida financeira ainda mais saudável.

Investir em arrendamento é rentável?

Normalmente, a taxa de rentabilidade média no mercado local para investimento em arrendamento é na ordem dos 5 a 6% brutos. Por exemplo, se comprar um apartamento por 80.000€ e o arrendar por 400€/mês tem uma rentabilidade bruta de 400€ x 12 meses / 80.000€ = 6%. O seu consultor imobiliário pode ajudá-lo a detalhar todos os custos com impostos, condomínio, IMI, etc., de modo a calcular a rentabilidade líquida do imóvel onde pretende investir, em concreto.

Em comparação, a maioria das aplicações disponíveis atualmente na banca poderá ter rentabilidades brutas de cerca 1% (5 a 6x menos do que no arrendamento).

Como posso tornar o meu investimento ainda mais rentável?
  • Faça uma avaliação consistente do valor que poderá cobrar pelo arrendamento (tendo em conta a localização, áreas, ano de construção, qualidade dos acabamentos, o número de quartos e de casas de banho,…);
  • Avalie corretamente o valor de mercado do imóvel que vai adquirir; o seu consultor imobiliário fez um estudo de mercado para estipular o preço de venda do imóvel, e pode-o ajudar a comparar com outros imóveis semelhantes que se têm vendido recentemente; para além disso pode também ajudá-lo a negociar o valor junto do proprietário atual;
  • Questione ao seu consultor imobiliário todas as informações sobre o imóvel, nomeadamente o valor patrimonial, do IMI, do condomínio, bem como da sua situação em relação a eventuais obras de manutenção ou eventuais dívidas que possam ser relevantes para as contas do investimento;
  • Aproveite para ter o imóvel a custo zero (com as rendas que estão a ser praticadas nos últimos anos em Portugal, caso tenha recorrido a um crédito habitação, a renda é normalmente superior ao valor da prestação que paga ao banco e, dependendo do valor, poderá ainda fazer uma poupança com o excedente).
Quais os principais riscos associados?
  • Estado de conservação do imóvel: deve supervisionar o/os imóveis e gerir algumas questões com os inquilinos, em relação a possíveis estragos ou alterações que façam sem permissão;
  • Incumprimento do inquilino: o seu consultor imobiliário tem formação e experiência para o ajudar a selecionar um inquilino capaz, e diminuir assim o risco de ter problemas com o inquilino; mas lembre-se sempre que um bom negócio só o é se for para ambas as partes; por outras palavras, se o inquilino estiver satisfeito, não terá problemas em pagar uma renda justa;
  • É necessário estar consciente de que o negócio de arrendamento de longa ou de curta duração tem sempre algum risco, pelo que a taxa de rentabilidade pode variar;
  • Deve garantir que a renda dos inquilinos paga parte prestação ao banco (caso seja o caso).

RECEBA UMA AVALIAÇÃO GRATUÍTA AO SEU IMÓVEL!

Agende já uma reunião comigo.  Tenho todo o gosto em lhe apresentar em detalhe os nossos serviços e em lhe oferecer uma avaliação gratuíta ao seu imóvel, sem compromisso.

Deixe o seu comentário.